Biblioteca do CFC e dicas para ler mais


Por Luis Fernando Souza / Estagiário sob supervisão da Comunicação

Foto: Ingrid Castilho / CCOM CFC

No Brasil, é comemorado, no dia 29 de outubro, o Dia Nacional do Livro. A data é uma homenagem à instalação da Biblioteca Nacional do Brasil, que surgiu com a transferência da Real Biblioteca Portuguesa para o Rio de Janeiro no ano de 1810.

O Dia do Livro também reforça a importância da leitura como instrumento de desenvolvimento humano. A rede Imaculado Coração de Maria (ICM) de Educação e Assistência Social, destaca, por exemplo, que o hábito de ler “estimula o raciocínio, melhora o vocabulário, aprimora a capacidade interpretativa, além de proporcionar ao leitor um conhecimento amplo e diversificado sobre vários assuntos. Ler desenvolve a criatividade, a imaginação, a comunicação, o senso crítico, e amplia a habilidade na escrita”.

Sebib

As bibliotecas possuem um papel determinante na inclusão dos indivíduos na cultura da “Era da Informação”. Seus materiais e sua estrutura fomentam o saber e promovem a inserção das comunidades, em geral, ao conhecimento e às suas práticas. São importantes em todos os espaços, sejam organizações privadas ou públicas.

O CFC, por exemplo, possui o Setor de Biblioteca (Sebib), com um acervo especializado em contabilidade, voltado para auxiliar o corpo técnico da entidade e demais profissionais do mercado.  Segundo a bibliotecária do CFC, Lucia Figueiredo “o Sebib contribui não apenas para a classe contábil, como também para os colaboradores do Conselho”.

“Atualmente, a informação é o elemento essencial na formação e no desenvolvimento profissional, pessoal e empresarial de qualquer cidadão. A Biblioteca do CFC desenvolve o seu acervo de acordo com as necessidades da instituição e do seu público-alvo (funcionários/colaboradores do CFC e profissionais da contabilidade). O Sebib, como ambiente de construção do conhecimento, disponibiliza aos seus usuários a informação de forma organizada e selecionada”, destaca Lucia.

Com o advento da tecnologia e a facilidade de acesso a ela, muitas pessoas, principalmente da nova geração, estão deixando a leitura de lado. Diante disso, as bibliotecas têm que se esforçar, inovar e mostrar que também acompanham as mudanças.

Nos últimos anos, a Biblioteca do CFC, por exemplo, tem investido na formação de um acervo digital especializado na área contábil, com uma base de dados composta de vários periódicos científicos e técnicos, anais de eventos, lives, livros institucionais, etc.  

Boa parte do catálogo já está disponível, virtualmente, com obras que enfocam, específica ou correlativamente, assuntos afetos à contabilidade e outros temas de interesse da área contábil, como economia, direito, administração e até mesmo literatura. Para acessar o catálogo on-line do CFC, clique aqui.

Criando o hábito de leitura

Segundo uma pesquisa do Instituto Pró-Livro, o brasileiro lê, em média, 2,43 livros por ano, o que deixa o país na 27ª posição mundial, atrás de países como Índia, Tailândia, China, Filipinas, Egito, República Checa e Rússia.

Para melhorar esse cenário, é necessário investir em mecanismos que incentivem mais a leitura, em todas as idades. Veja, abaixo, cinco dicas da revisora de texto do CFC, Maria do Carmo Nóbrega, para ajudar a construir o hábito de ler.

  • LEIA SOBRE UM TEMA QUE VOCÊ GOSTA

A relação positiva com a leitura começa no tipo de assunto que você realmente tenha interesse. A partir daí, é possível você desenvolver a diversificação dos gêneros literários.

  • REPITA SE FOR NECESSÁRIO

Você não entendeu o texto? Então, leia novamente e de um jeito diferente, pois, assim, você irá desenvolver a capacidade de interpretação e de compreensão textual. Explore o que você acabou de ler, interpretando cada período.

  • DESENVOLVA A IMAGINAÇÃO

Assuma um personagem na história, ou seja, aquele com quem você mais se identifica. A personalização é um grande instrumento para a construção de um maior envolvimento e uma maior interação com o leitor, neste caso, você.

Leia a crítica do livro. Estudiosos renomados normalmente traçam posições semelhantes ou antagônicas sobre cada obra. Caberá a você encontrar o seu posicionamento. Isso também estimula o gosto pela leitura.

Crie o seu próprio cantinho de leitura.

Veja mais fotos da biblioteca do CFC.

A reprodução deste material é permitida desde que a fonte seja citada.



Fonte Original