Confira os próximos feriados e feriado prolongo até final deste ano – Jornal Contábil


Quem é que não gosta de um feriado? Seja para aproveitar e descansar, passear, ou faze um programa diferente, a maioria da população gosta de se atentar aos feriados para programar o que fazer.

Na mesma proporção, as empresas também devem se atentar aos feriados para conseguir organizar o cronograma de funcionamento do estabelecimento.

Nesse sentido, já podemos adiantar que ainda teremos mais cinco feriados, onde, um deles ainda será um feriado prolongado. Logo, conferiremos todas as datas a partir de agora!

Próximos feriados para 2022

  • Feriado de Nossa Sra. de Aparecida dia 12 de outubro (quarta-feira);
  • Finados dia 2 de novembro (quarta-feira);
  • Proclamação da República dia 15 de novembro (terça-feira);
  • Natal dia 25 de dezembro (domingo);

Próximos pontos facultativos de 2022

  • Dia do servidor público dia 10 de outubro (segunda-feira);
  • Véspera de natal dia 24 de dezembro (sábado);
  • Véspera de ano novo dia 31 de dezembro (sábado).

Feriado prolongado

O último feriado prolongado deste ano acontecerá no dia 15 de novembro e será referente a proclamação da república.

Artigo anteior14º salário do INSS vai sair até dezembro?

Administrador, analista SEO e chefe de redação do Jornal Contábil, atuando frente aos conteúdos mais acessados do país com mais de 6 anos de atuação ao lado do JC.



Fonte Original

CBO: Saiba o que é, para que serve e onde consultar – Jornal Contábil


No momento de contratação de um novo colaborador, o empregador deve preencher várias informações cadastrais. Uma dessas informações é a CBO – Classificação Brasileira de Ocupações, que foi criada pelo Ministério do Trabalho para identificar as ocupações que existem no mercado de trabalho. 

Você conhece essa classificação? Não? Então continue a leitura, pois neste artigo vamos apresentar todos os aspectos importantes para a utilização desta classificação.

Qual é o significado do CBO?

A Classificação Brasileira de Ocupações é um documento que foi criado em 2002 por meio da Classificação Internacional Uniforme de Ocupações – CIUO. 

Através da CBO, é possível identificar e elencar as ocupações profissionais do mercado profissional brasileiro. É importante ressaltar que a CBO não tem poder de regular nenhum tipo de profissão, mas sim de relacionar todas as ocupações existentes. 

Devido às mudanças que ocorrem no dia a dia e à dinâmica do mercado, essa listagem é atualizada com frequência pela Secretaria Especial de Previdência e Trabalho. Essa atualização ocorre com o auxílio dos usuários por meio do envio de sugestões ao Ministério do Trabalho e Previdência, que são enviadas por diversos meios de comunicação.

Para que serve essa classificação?

Em toda contratação, no momento da admissão, o empregador deverá atribuir um código CBO às atividades profissionais do colaborador, identificando essas informações na carteira de trabalho

Com essa informação, o governo poderá atribuir benefícios previdenciários e sociais, sendo que o código da CBO é de suma importância e é utilizado por diversos órgãos reguladores, como:

  1. Seguro-desemprego;
  2. Previdência Social – CNIS – Cadastro Nacional de Informações Sociais;
  3. Receita Federal;
  4. Fiscalização do trabalho;
  5. Cadastro Geral de Empregados e Desempregados – CAGED;
  6. Relação Anual de Informações Sociais – RAIS;
  7. IBGE – Pesquisas;
  8. PNAD – Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílios;
  9. PME – Pesquisa Mensal de Emprego.

As ocupações elencadas pela CBO alimentam todas essas bases de dados, oferecendo, assim, suporte para a implementação de políticas públicas, e trazendo dados reais que viabilizam ações mais assertivas para o atendimento da demanda da população.

Consultando a CBO no site do Ministério do Trabalho

Como já citado, o registro da CBO é realizado na carteira de trabalho de todo colaborador, então pode ser consultado nesse mesmo documento. Mas ele também poderá ser acessado de forma online por meio do portal do sistema de classificação no site do Ministério do Trabalho. A consulta poderá ser realizada por título, código, estrutura ou título de A-Z.

Realizar a consulta da CBO nos canais oficiais é fundamental para se certificar que as atividades desenvolvidas pelo colaborador estão condizentes com o cargo registrado na carteira de trabalho. Além disso, é através da correta classificação da CBO que temos a confirmação de que todas as atribuições estão de acordo com as normas trabalhistas vigentes pela atividade exercida.

Além da possibilidade de realizar a consulta no site do Ministério do Trabalho, pode-se também encontrar a ocupação no sistema utilizando o número do registro profissional; basta consultar o número no CTPS.

A seguir, confira o passo a passo para a consulta:

  1. Acesse o portal de busca CBO do Ministério do Trabalho e digite o título que deseja consultar como palavra-chave na consulta CBO. Na sequência, o Ministério do Trabalho apresentará todos os cargos relacionados à função:
Fonte: Contabilizei

2. No título da busca, abrirá uma página com todos os cargos existentes vinculados naquela ocupação.

Fonte: Contabilizei

Consultando CBO na carteira de trabalho

Como vimos, a CBO é um item obrigatório no momento de admissão de cada colaborador. Portanto, essa informação consta em todas as carteiras de trabalho, seja no formato digital ou físico. 

Confira um exemplo de onde localizar o código CBO na carteira de trabalho:

Fonte: Contabilizei

Tabela CBO 2022

Conforme mencionado anteriormente, a listagem da CBO é atualizada constantemente, sendo que sua última atualização ocorreu em 11 de abril de 2022. Essa última versão pode ser acessada no site do Ministério do Trabalho, fazendo download da listagem em PDF.

  1. Obstetriz, 
  2. Sommelier, 
  3. Personal organizer, 
  4. Perito judicial, 
  5. Oficial de proteção de dados pessoais, 
  6. Técnico em agente comunitário de saúde,
  7. Estampador de placa de identificação de veículos, 
  8. Analista de e-commerce, 
  9. Operador de manutenção e recarga de extintores de incêndio, 
  10. Operador de usina de asfalto,
  11. Guarda portuário,
  12. Polícia penal,
  13. Tecnólogo em agronegócio,
  14. Engenheiro de energia,
  15. Engenheiro têxtil, 
  16. Condutor de turismo náutico,
  17. Controlador de acesso, 
  18. Greidista, 
  19. Inspetor de qualidade dimensional, 
  20. Técnico em dependência química 
  21. Skatista profissional.

Hoje, o documento do CBO conta com mais de duas mil e seiscentas ocupações diferentes.

Alternativas de contratação 

Até aqui observamos como o CBO é utilizado na contratação via formato CLT. Contudo sabemos que o empreendedorismo individual vem ganhando cada vez mais espaço no mundo dos negócios. 

Para que isso ocorra com segurança, é preciso compreender quais são os passos para a abertura de uma empresa, podendo ser, por exemplo, um MEI ou uma empresa de pequeno porte. 

Nesse sentido, ao abrir uma empresa, é preciso analisar todo o desdobramento legal e quais impactos poderão surgir. Isso porque, quando abrimos um CNPJ – Cadastro Nacional de Pessoa Jurídica, temos que responder também juridicamente pela empresa instituída em nosso nome, bem como arcar com todos os custos tributários incidentes nas operações, e cumprir com as obrigações acessórias inerentes aos processos fiscais e contábeis da empresa.

Assim, para tornar essa decisão assertiva, é preciso comparar os resultados financeiros entre PF X PJ, e também os prós e contras de cada formato de trabalho.

Conclui-se que, independentemente do formato de trabalho, seja CLT ou empreendedor individual, a definição das atividades norteia o cumprimento das obrigações acessórias legais, por isso a importância da correta classificação da atividade desenvolvida. 

Agora me conta: você já consultou qual é o seu CBO em sua carteira de trabalho? Conseguiu localizar o código no site de busca do Ministério do trabalho?

Por: Charles Gularte, formado em contabilidade pela FAE Centro Universitário e MBA em Gestão Empresarial, Administração e Negócios. 

Original de Contabilizei



Fonte Original

Consequências de não realizar um inventário – Jornal Contábil


O prazo para iniciar o inventário é de 60 dias após a abertura da sucessão, ou seja, da data do falecimento do autor da herança.

Caso não seja realizado dentro desse prazo, existem algumas consequências, dentre elas:

  • ▪️ O cônjuge sobrevivente não poderá se casar novamente, exceto pelo regime da separação obrigatória de bens;
  • ▪️ Os herdeiros estarão impedidos de realizar a venda, doação, transferência e/ou qualquer negócio que tenha como objeto os bens que integram o espólio (herança), uma vez que a Cessão de Direitos Hereditários é vinculada ao inventário; e
  • ▪️ Em alguns Estados, também será cobrada multa sobre o imposto Estadual (ITCMD – Imposto sobre Transmissão Causa Mortis e Doação), em razão de que não houve a abertura do inventário no prazo previsto em lei.

Lembrando que essa multa se encontra suspensa em alguns Estado, inclusive no Paraná.

Chris Kelen Brandelero
OAB/PR nº 91.055
Advogada de Direito Civil, Família e Sucessões.

Original de Advocacia BGA

Artigo anteiorPrêmio da Mega-Sena acumula e vai a R$ 200 milhões

Advogada Sócia e Fundadora da Brandelero, Gehlen & Azevedo Advogados Associados, inscrita na OAB/PR 91.055, atuante nas áreas de Direito Civil, Família e Sucessões, com especialidade em partilha de bens e regularização de imóveis, sendo responsável pelos seguintes setores: Direito Civil Direito da Família, Direito Sucessório, Direito imobiliário.



Fonte Original

Força inovadora que mantém a classe em constante evolução


Por Luciana Melo Costa
Comunicação CFC

Muito do dinamismo da classe contábil é respaldado pela representatividade dos profissionais recém-formados que compõem a área da contabilidade. Esse grupo é o que melhor absorve as mudanças impostas pelo avanço tecnológico, pela economia e pelo forte apelo ambiental, refletidas principalmente no mercado de trabalho, que impõem aos profissionais um perfil mais dinâmico e resiliente.

Ciente da importância desse grupo para a evolução da classe contábil, o Conselho Federal de Contabilidade (CFC), criou, em 2004, o Projeto CFC Jovem. A iniciativa, cujo objetivo é integrar profissionais recém-inseridos no Sistema CFC/CRCs, tem voltado suas ações à formação de jovens líderes, ao fomento ao empreendedorismo e ao engajamento nas ações de responsabilidade social.

O projeto está em atuação em todos os Conselhos Regionais de Contabilidade, se fazendo presente a partir de ações como realização de lives, mobilizações, entre outras coisas, que reúnem jovens profissionais da contabilidade por todo o país. O Projeto CFC Jovem é atualmente coordenado por Luana Aguiar, que destacou a relevância do projeto na modernização da profissão, na promoção da continuidade de profissão e na representação dentro da sociedade organizada. 

Foto: arquivo pessoal

“Inserimos eles (profissionais recém-formados) no Sistema CFC/CRCs e eles acabam contribuindo nessa jornada de se adaptar e encontrar meios de se destacar frente a essa modernização que vive nossa profissão. Com isso, ajudamos muitos outros profissionais que passam por dificuldades nessa revolução”, afirma a coordenadora.

A motricidade do projeto vem da energia desse público que ingressa na área e adentra o Sistema CFC/CRCs com expectativas e anseios em relação à classe contábil. Mesmo em um curto tempo de coordenação do projeto, iniciado em junho deste ano, Luana vê positivamente esses sentimentos e fala com entusiasmo sobre isso.

“Os anseios são vários, mas o principal é o de agregar valor para a nossa classe contábil. Eles manifestam grande interesse em revolucionar ainda mais a nossa profissão, com várias ideias, questionamentos e principalmente como muita vontade de fazer acontecer. Nós, do CFC Jovem, estamos aqui para isso, para fazer acontecer junto com eles”, ressalta.

A comissão do Projeto CFC Jovem inicia suas atividades com grandes desafios, como a reforma curricular do curso de Ciências Contábeis, que propõe a alteração da Resolução CNE/CES nº 10, de 16 de dezembro de 2004, em andamento no país. Para Luana, a reformulação curricular é fundamental à modernização da profissão e ao atendimento das demandas de mercado, entretanto seu acontecimento por si só não é suficiente à evolução atividade contábil e destaca a importância da educação continuada nesse processo.

“O contador é um grande aliado da economia brasileira e que acompanha, desse modo, a transformação do mercado. Precisamos manter o currículo de Ciências Contábeis alinhado com isso, tendo em vista que o impacto do profissional da contabilidade na economia e no desenvolvimento sustentável do país. Mas isso por si só não impacta a formação do novo perfil do profissional contábil, esses novos profissionais também precisam buscar uma educação continuada para estarem sempre se atualizando, precisam estar sempre presentes em eventos para saber o que o mercado está utilizando, exemplo esse como Encontro de Jovens Lideranças que teremos no RJ.

Para discutir essas e outras mudanças e seus impactos na contabilidade, será realizado o 5º Encontro Nacional de Jovens Lideranças Contábeis (ENJLC), que acontecerá no Riocentro, Rio de Janeiro (RJ), nos dias 20 e 21 de outubro deste ano.  Os interessados em participar podem fazer sua inscrição no endereço eletrônico enjlc.com.br.

O evento abordará temas como empreendedorismo, protagonismo contábil dos jovens, Metaverso e o mundo dos negócios, e muitos outros assuntos. Além do atrativo temático, o evento também proporcionará uma grande oportunidade de os participantes iniciarem ou aperfeiçoarem sua rede de contatos e de conhecerem as últimas novidades no mercado de trabalho, trazida pela feira de negócios que se fará presenta a ocasião.

A coordenadora do CFC Jovem lembra que o 5º ENJLC será um momento histórico pois acontece quatro anos após a última edição do evento. “Iremos nos reencontrar após dois anos de pandemia e de muita saudade”, força Luana.

O evento também promoverá a chance de os profissionais recém-formados conhecerem o Projeto CFC Jovem e de ingressarem nessa iniciativa. Mas, àqueles que tenham interesse em engajar no projeto antes mesmo do evento, Luana reitera o chamado e deixa o convite. “Procurarem o seu Conselho Regional de Contabilidade e manifestem o interesse de integrar o projeto. Tenho certeza de que serão muito bem-recebidos”, conclui Luana.



Fonte Original

Conheça diversas características relativas a Carreira de Auditor – Jornal Contábil


Na próxima terça-feira (27) é comemorado o Dia do Orgulho de ser Auditor. A auditoria independente é uma das opções de carreira daqueles formados em Ciências Contábeis e tem muitas particularidades, especialmente a possibilidade clara de ascensão e a oferta de muitas vagas no mercado. 

Abaixo algumas características da profissão: 

  • De trainee (estagiário) a sócio: com clareza de cargos e promoções anuais, diferente de outros ramos, apenas com constância é possível se tornar sócio. A estimativa é de que 15 anos em média seja possível atingir o topo.
  • Embora a tecnologia esteja cada vez mais no dia a dia dos auditores, o setor conta sempre com muitas vagas em aberto. Normalmente as firmas de auditoria fazem grandes programas de trainees e, como consequência da grande concorrência entre as empresas na busca de talentos, salários e benefícios são sempre muito atrativos.
  • Formação e requisitos de quem personifica a confiança e excelência dos negócios: munidos de senso crítico, o auditor é responsável por analisar e validar os dados contábeis e fiscais de uma empresa ou instituição. É opção de graduação para aptidão à profissão especialmente o curso de Ciências Contábeis, mas formados em Administração e Ciências Econômicas também podem ser auditores.
  • Geração de mulheres, em uma área majoritariamente masculina: elas são 43% do mercado de auditoria, de acordo com dados de 2021 do Conselho Federal de Contabilidade (CFC) – contraste com a parcela de 4,3% representada em 1950. Ocupando cada vez mais a posições imponentes e estratégicas, a porcentagem de auditoras é maior no estado de São Paulo pelo Cadastro Nacional de Auditores Independentes (CNAI).

BDO: Especializada em soluções com foco no middle market, como serviços de Transaction Advisory Services (Due Diligence)Valuation; Fusões e Aquisições (M&A); Alocação do Preço de Compra (PPA), Apuração de Haveres, Integração de Controles Internos Pós-fusão, Planejamento Estratégico; Laudos de Incorporação; Sucessão Familiar; Fraudes, Investigações e Disputas (FID); Risk Advisory Services (RAS); Auditoria de Demonstrações Contábeis; Assessoria Tributária; Assessoria ao Expatriado; e Administração Contábil, Fiscal, Financeira e Trabalhista.

A BDO Internacional é a quinta maior firma de auditoria e consultoria do mundo, está presente em 167 países, com mais de 88 mil profissionais distribuídos em 1.617 escritórios. Saiba Mais!



Fonte Original

Empresário critica STF ante restrições sobre flexibilização ao acesso a armas e munições – Jornal Contábil


O Supremo Tribunal Federal confirmou decisões que restringiram normas que facilitavam o acesso a armas e munições no país. Ao todo, 9 ministros votaram a favor da suspensão da eficácia da portaria e trechos de decretos do presidente Jair Bolsonaro a respeito do tema. Outros dois ministros divergiram sobre o assunto.

O assunto é de amplo interesse de parte significativa da população, que defende não o simples uso de armas, mas a possibilidade de defesa ante o avanço da criminalidade.

– “Eu sou a favor das armas. Sei que são capazes de aumentar a segurança da população. Os marginais pensarão duas vezes antes de invadir as casas ou fazer reféns. É preciso que os novos políticos façam algo em relação ao tema, apoiando os governantes do país no avanço do tema”, explicou o candidato a deputado estadual em SP, Emilio Cury.

O candidato, que possui fazendas no interior paulista e já viu de perto a onda de medo que assola, tanto a comunidade rural, quanto pessoas de praticamente todos os municípios do Estado, é bastante seguro de seus argumentos.

– “O problema nunca foi a arma. Ela deve representar uma defesa, e não um ataque. É preciso que, ao invés de coibir o acesso às armas, se crie normas para avaliar se aquela pessoa é capaz de ter uma arma. O problema é que estão sendo muito radicais sobre o tema”, explicou o empresário, que já teve sua fazenda invadida 23 vezes no interior paulista.

Com essas restrições, segundo ele, os ministros responsáveis pela derrubada do decreto, parecem ir contra a população.

– “Os bandidos entram nas casas, violentam mulheres, estupram crianças, roubam carros, joias e eletrônicos que famílias inteiras suaram para adquirir. Isso sem contar o trauma que instalam na memória das pessoas. O cidadão de bem deve ter o direito de ter uma arma. Sem dúvida o malandro vai pensar mil vezes antes de entrar naquele imóvel”, finalizou o candidato, que se eleito, promete avançar sobre o tema, a fim de fazer o possível para viabilizar a segurança e integridade física e jurídica do indivíduo e de sua propriedade.

Emilio Cury.



Fonte Original

Onde investir com o saque do FGTS?  – Jornal Contábil


O Fundo de Garantia foi criado em 1966, através da Lei 5.107, e tem em vista proteger o trabalhador caso seja dispensado sem justa causa. Mês a mês, o empregador é obrigado a depositar 8% do salário bruto do trabalhador na respectiva conta vinculada ao Fundo de Garantia.

Com o passar do tempo o trabalhador pode contar com um bom valor em sua conta do FGTS, o que pode ser uma boa oportunidade de investir.

Se você tem algum valor para sacar nas suas contas do FGTS e quer saber onde investir esse valor, continue conosco que nós vamos te mostrar.

Quem tem direito ao FGTS?

  • Trabalhadores regidos pela CLT (Consolidação das Leis do Trabalho)
  • Trabalhadores rurais
  • Trabalhadores intermitentes Temporários (trabalhadores urbanos contratados por uma empresa para prestar serviços por determinado período)
  • Trabalhadores avulsos (quem presta serviços a inúmeras empresas, mas é contratado por um sindicato e, por isso, não tem vínculo empregatício, como estivadores)
  • Atletas profissionais (como os jogadores de futebol)
  • Empregados domésticos (de forma obrigatória desde 1º/10/2015)
  • Safreiros (operários rurais que trabalham apenas no período de colheita

Quando eu vou poder sacar meu FGTS?

É possível realizar o saque do FGTS em algumas situações específicas, como por exemplo:

  • Demissão sem justa causa;
  • Rescisão de contrato por acordo entre empregador e o trabalhador;
  • Quando a empresa encerra suas atividades (parcial ou total);
  • Rescisão por culpa recíproca do empregador e empregado;
  • Rescisão por força maior;
  • Término do contrato;
  • Quando um trabalhador avulso que trabalha para uma entidade de classe é suspenso por período igual ou superior a 90 dias;
  • Falecimento do trabalhador;
  • Aposentadoria;
  • Em situações de emergência ou durante um estado de calamidade pública;
  • Doenças graves;
  • Nos casos em que o trabalhador ficar três anos seguidos sem conseguir um trabalho com carteira assinada;
  • Quando o trabalhado deseja comprar a casa própria;
  • Liquidação ou amortização de dívida ou pagamento de parte das prestações de financiamento habitacional.

Onde devo investir meu FGTS?

Existem algumas boas opções para quem deseja sacar seu FGTS e investi-lo para obter mais lucro, confira quais opções são essas:

  • Fundo de Renda Fixa: Os fundos de renda fixa investem em ativos que possuem rentabilidade fixada na alocação. No momento da aplicação, todos os parâmetros atrelados ao investimento são de conhecimento prévio do investidor, não havendo alterações posteriores.
  • Tesouro Direto: É um programa criado pelo Tesouro Nacional que permite você investir em Títulos Públicos que geralmente a porta de entrada para o mundo dos investimentos. Ele possui baixo risco e você começa a investir com pouco dinheiro.
  • CDB: Esse é um tipo de investimento de renda fixa onde o investidor empresta dinheiro para os bancos. Dessa forma, a taxa de juros é definida no momento da compra. Nessa modalidade, os rendimentos são creditados diariamente.
  • LCI e LCA: Essa modalidade é similar ao CDB, contudo, os investimentos são realizados por instituições financeiras que emitem para a realização de algum projeto em alguma dessas duas áreas. A LCI investimentos em empreendimentos do setor imobiliário e LCA investimentos em Crédito do Agronegócio.

Como consultar e sacar o FGTS?

saldo do FGTS poderá ser consultado e sacado através do app do FGTS:

  1. Baixe o aplicativo do FGTS (disponível para Android e IOS); 
  2. Abra o app e clique em continuar; 
  3. Informe a numeração do seu CPF;
  4. Digite sua senha, caso ainda não possua, realize o cadastro; 
  5. Nesse momento, a plataforma pede para que você cadastre uma conta bancária, caso não queira isso, volte para tela inicial;
  6. Clique nos valores do FGTS da empresa atual, ou alguma outra referente a um emprego anterior; 
  7. Para ver todas as empresas nas quais você trabalhou, clique em “Todas as Contas”; 
  8. Feito isso, basta verificar o saldo e gerar o PDF com o extrato. 

Para realizar o saque, na área “Meus Saques” também é possível visualizar as possibilidades de saque digital do FGTS.



Fonte Original

Covid-19: Brasil registrou mais de 8 mil novos casos em 24 horas – Jornal Contábil


O Brasil registrou, desde o início da pandemia, 685.677 mortes por covid-19, segundo o boletim epidemiológico divulgado ontem (22) pelo Ministério da Saúde. O número total de casos confirmados da doença é de 34.616.655. Em 24 horas, foram registrados 8.708 novos casos. No mesmo período, foram confirmadas 73 mortes de vítimas do vírus.

Ainda segundo o boletim, 33.788.724 pessoas se recuperaram da doença e 142.254 casos estão em acompanhamento. O boletim de hoje não traz os dados atualizados dos óbitos em Mato Grosso do Sul.

Boletim epidemiológico 22.09.2022 – Ministério da Saúde

Estados

De acordo com os dados disponíveis, São Paulo lidera o número de casos, com 6,07 milhões, seguido por Minas Gerais (3,87 milhões) e Paraná (2,74 milhões). O menor número de casos é registrado no Acre (149,6 mil). Em seguida, aparece Roraima (175 mil) e Amapá (178,2 mil).

Em relação às mortes, de acordo com os dados mais recentes disponíveis, São Paulo apresenta o maior número (174.567), seguido de Rio de Janeiro (75.659) e Minas Gerais (63.758). O menor número de mortes está no Acre (2.029), Amapá (2.163) e Roraima (2.173).

Vacinação

Até hoje, foram aplicadas 482,4 milhões de doses de vacinas contra a covid-19, sendo 179,7 milhões com a primeira dose e 161,1 milhões com a segunda dose. A dose única foi aplicada em 4,9 milhões de pessoas. Outras 98,5 milhões já receberam a primeira dose de reforço e 33,1 milhões já foram vacinadas com a segunda dose de reforço.

Original de Agência Brasil



Fonte Original

Fundação IFRS abre vaga para a área de tecnologia


O que são cookies?

Cookies são pequenos arquivos de texto enviados pelo site que são salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site. Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Sem eles, o site não funciona ou apresenta mau desempenho. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Eles contêm informações sobre a sua navegação em nossa página e retêm apenas informações relacionadas à suas preferências.

Assim, essa página consegue armazenar e recuperar os dados sobre os seus hábitos de navegação, de forma a melhorar a experiência de uso, por exemplo. É importante frisar que eles não contêm informações pessoais específicas, como dados sensíveis ou bancários.

O seu navegador armazena os cookies no disco rígido, mas ocupam um espaço de armazenamento mínimo, que não afetam o desempenho do seu computador. A maioria das informações são apagadas logo ao encerrar a sessão.


Alguns cookies serão colocados em seu dispositivo diretamente pelo nosso site – são conhecidos como cookies primários. Eles são essenciais e possibilitam a navegação em nossas aplicações e o acesso a todos os recursos; sem estes, nossos serviços podem apresentar mal desempenho ou não funcionar corretamente.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são Temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Estabelecer controle de idioma e segurança ao tempo da sessão.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam e armazenam a ciência sobre o uso de cookies no site.


Outros cookies são colocados no seu dispositivo não pelo site que você está visitando, mas por terceiros, como, por exemplo, os sistemas analíticos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são Temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análise e melhorar as funções do site.

PORQUE USAMOS COOKIES?

O CFC utiliza Cookies para fornecer a melhor experiência de uso, tornando nossas aplicações disponíveis no site mais personalizadas, tendo por base suas escolhas e comportamento de navegação.

Assim, buscamos entender como você utiliza nossas aplicações e ajustar o conteúdo para torná-lo mais relevante para você, além de lembrar de suas preferências.

Os Cookies participam deste processo porquanto armazenam, leem e executam os dados necessários para cumprir com o nosso objetivo.


Você pode desabilitá-los alterando as configurações do seu navegador,
mas saiba que isso pode afetar o funcionamento do site.


Chrome


Firefox


Microsoft Edge


Internet Explorer


Safari

DISPOSIÇÕES FINAIS

Para o CFC, a privacidade e confiança são fundamentais para a nossa relação com você. Estamos sempre nos atualizando para manter os mais altos padrões de segurança.

Assim, reservamo-nos o direito de alterar esta Política de Cookies a qualquer tempo. As mudanças entrarão em vigor logo após a publicação, e você será avisado caso ocorram.

Ao continuar a navegação nas nossas aplicações do site após essa mudança se tornar eficaz, você concorda com ela. Aconselhamos que você sempre verifique esta Política.

Em caso de dúvidas sobre esta Política de Cookies, entre em contato conosco pelo e-mail dpo@cfc.org.br.

Esta Política de Cookies foi atualizada pela última vez em 16/04/2021.



Fonte Original

Fundação IFRS abre vaga para a área de tecnologia


O que são cookies?

Cookies são pequenos arquivos de texto enviados pelo site que são salvos em seu computador, tablet ou telefone quando você visita um site. Usamos os cookies necessários para fazer o site funcionar da melhor forma possível e sempre aprimorar os nossos serviços.

Alguns cookies são classificados como necessários e permitem a funcionalidade central, como segurança, gerenciamento de rede e acessibilidade. Sem eles, o site não funciona ou apresenta mau desempenho. Estes cookies podem ser coletados e armazenados assim que você inicia sua navegação ou quando usa algum recurso que os requer.

Eles contêm informações sobre a sua navegação em nossa página e retêm apenas informações relacionadas à suas preferências.

Assim, essa página consegue armazenar e recuperar os dados sobre os seus hábitos de navegação, de forma a melhorar a experiência de uso, por exemplo. É importante frisar que eles não contêm informações pessoais específicas, como dados sensíveis ou bancários.

O seu navegador armazena os cookies no disco rígido, mas ocupam um espaço de armazenamento mínimo, que não afetam o desempenho do seu computador. A maioria das informações são apagadas logo ao encerrar a sessão.


Alguns cookies serão colocados em seu dispositivo diretamente pelo nosso site – são conhecidos como cookies primários. Eles são essenciais e possibilitam a navegação em nossas aplicações e o acesso a todos os recursos; sem estes, nossos serviços podem apresentar mal desempenho ou não funcionar corretamente.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são Temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Estabelecer controle de idioma e segurança ao tempo da sessão.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam e armazenam a ciência sobre o uso de cookies no site.


Outros cookies são colocados no seu dispositivo não pelo site que você está visitando, mas por terceiros, como, por exemplo, os sistemas analíticos.

Temporários

Nós utilizamos cookies de sessão. Eles são Temporários e expiram quando você fecha o navegador ou quando a sessão termina.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análises e melhorar as funções do site.

Persistentes

Utilizamos também cookies persistentes que permanecem em seu disco rígido até que você os apague ou seu navegador o faça, dependendo da data de expiração do cookie. Todos os cookies persistentes têm uma data de expiração gravada em seu código, mas sua duração pode variar.

Finalidade

Coletam informações sobre como você usa o site, como as páginas que você visitou e os links em que clicou. Nenhuma dessas informações pode ser usada para identificá-lo. Seu único objetivo é possibilitar análise e melhorar as funções do site.

PORQUE USAMOS COOKIES?

O CFC utiliza Cookies para fornecer a melhor experiência de uso, tornando nossas aplicações disponíveis no site mais personalizadas, tendo por base suas escolhas e comportamento de navegação.

Assim, buscamos entender como você utiliza nossas aplicações e ajustar o conteúdo para torná-lo mais relevante para você, além de lembrar de suas preferências.

Os Cookies participam deste processo porquanto armazenam, leem e executam os dados necessários para cumprir com o nosso objetivo.


Você pode desabilitá-los alterando as configurações do seu navegador,
mas saiba que isso pode afetar o funcionamento do site.


Chrome


Firefox


Microsoft Edge


Internet Explorer


Safari

DISPOSIÇÕES FINAIS

Para o CFC, a privacidade e confiança são fundamentais para a nossa relação com você. Estamos sempre nos atualizando para manter os mais altos padrões de segurança.

Assim, reservamo-nos o direito de alterar esta Política de Cookies a qualquer tempo. As mudanças entrarão em vigor logo após a publicação, e você será avisado caso ocorram.

Ao continuar a navegação nas nossas aplicações do site após essa mudança se tornar eficaz, você concorda com ela. Aconselhamos que você sempre verifique esta Política.

Em caso de dúvidas sobre esta Política de Cookies, entre em contato conosco pelo e-mail dpo@cfc.org.br.

Esta Política de Cookies foi atualizada pela última vez em 16/04/2021.



Fonte Original